Filmes, Cultura

Filmes que quero assistir

Oi, gente! Já perceberam que vários filmes bons estreiam só no finalzinho no ano ou no começo do outro? Essa época é estratégica para os estúdios por conta da proximidade da temporada de premiações: Oscar, Globo de Ouro, SAG Awards, entre outros – por isso, fiquem de olho nas estreias dos cinemas dessas próximas semanas, porque vem vários filmes ótimos por aí! Por enquanto, estou louca para assistir esses três:

La La Land: Cantando Estações

 

O diretor Damien Chazelle (do ótimo Whiplash – Em Busca da Perfeição) inovou ao criar um filme de gênero musical, também trazendo elementos da vida real – um risco que, pelo menos de acordo com os críticos, deu muito certo. A história de La La Land se passa, claro, na cidade de Los Angeles, e traz as estrelas Emma Stone e Ryan Gosling (<3) nos papeis principais: ela, Mia, uma atendente de um café aspirante a atriz; ele, Sebastian, pianista de jazz talentoso mas mal sucedido. A história de amor é uma homenagem à “era de ouro” dos musicais Hollywoodianos e já rendeu várias indicações às premiações e um prêmio de Melhor Atriz no Festival de Veneza para a Emma Stone. Não sou a maior fã de musicais, mas li que o filme é tão encantador e diferente dos que estamos vendo por aí que estou com muita vontade de assistir (e confesso, ver o Ryan Gosling cantar também)!

Estreia: 19 de janeiro

Jackie

 

O drama biográfico Jackie traz um retrato íntimo da icônica primeira-dama americana Jacqueline Bouvier Kennedy, interpretada com maestria pela sempre maravilhosa Natalie Portman. O filme a acompanha de luto, nos dias que sucederam o trágico assassinato do então presidente John F. Kennedy, e foi baseado na conversa de Jackie com um jornalista apenas uma semana após o acontecimento, em 22 de novembro de 1963. É realmente incrível ver a semelhança da Natalie com a ex-primeira-dama – segundo os críticos, é aquele tipo de filme sustentado inteiramente pela performance da atriz principal – e o interessante é que, nas filmagens, eles utilizaram várias imagens reais de arquivos em contraste com os closes da protagonista. Será que o segundo Oscar dela vem por aí?

Estreia: 9 de fevereiro

Fences

 

O que dizer de um filme que já me emocionou com o trailer? Fences, adaptação da aclamada peça de teatro do mesmo nome, reúne um elenco de peso: os protagonistas Denzel Washington (que também é o diretor) e a incrível Viola Davis são apenas alguns dos atores que reprisam seus papeis da peça da Broadway. O drama narra a história de uma família de Pittsburgh na década de 50 e é centrada em Troy (Washington), catador de lixo que desconta suas frustrações na família, após ter sido um promissor jogador de baseball que não teve chances de evoluir na carreira por conta da discriminação racial. Os críticos praticamente já deram o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante para a Viola e prevejo muitos outros prêmios por aí!

Estreia: Ainda não definida

Gostaram? Lembrando que o Globo de Ouro será no próximo domingo, mesmo que não vai dar para assistir os filmes até lá 🙁

Beijos,

Luisa

02 jan 2017
Comente
Compartilhe

Me siga no Instagram: @luisa.accorsi

Filmes, Cultura

Dica de Filme: Brooklyn

Eu, como muita gente, tenho aquela tradição anual de assistir todos os indicados à categoria de Melhor Filme no Oscar. Acho que esse ano foi mais corrido que o normal, porque até semana passada não tinha assistido todos! O que faltava era Brooklyn, que não foi um dos mais comentados mas um dos que eu estava mais curiosa para assistir… O trailer me cativou muito e eu adoro a Saoirse Ronan – apesar de ter só 22 anos, ela já foi indicada ao Oscar duas vezes, uma por “Desejo e Reparação” (coadjuvante) e esse ano, por Brooklyn.

Nascida na pequena cidade de Enniscorthy, Irlanda, a jovem Eilis (Soirse), como muitos no início da década de 50, está de malas prontas e prestes a se despedir de sua mãe e irmã mais velha para “tentar a vida” na promissora Nova York, mais especificamente no bairro do Brooklyn. É lá que se passa a maior parte do filme, onde Eilis se instala em uma pensão com outras meninas e uma inquilina exigente, consegue um trabalho em uma loja de departamento e conhece o imigrante italiano (Emory Cohen). Com o tempo, a distância entre Estados Unidos e Irlanda parece aumentar, e depois diminui quando a protagonista vai visitar sua terra natal.

 

O que mais amei no filme foi sua simplicidade. A história de Eilis é igual tantas outras que aconteceram na época – a própria Saoirse disse em várias entrevistas que se identificou com o filme porque seus próprios pais são imigrantes irlandeses que se mudaram para o Brooklyn em busca de novas oportunidades. Na vasta e aparentemente assustadora Nova York, a jovem tem que se forçar a amadurecer e assumir sua própria vida, pelo seu bem e de sua família.

Também gostei muito do fato de que o filme evita focar em um triângulo amoroso ou se tornar um drama adolescente – pelo contrário, a situação é tratada com muita sutileza e de forma nada forçada.

eilie

Não poderia deixar de comentar sobre a fotografia, que é maravilhosa! Pelo trailer, já dá para perceber as cores bem saturadas e cenas que parecem saídas de um cartão postal. A atuação de Saoirse é maravilhosa (juro que queria que ela tivesse ganhado o Oscar) – o diretor, John Crowley, destaca as expressões de Eilis com muitos closes de câmara e o resultado é emocionante.

Assistam!

Beijos,

Luisa

20 out 2016
Comente
Compartilhe

Me acompanhe no YouTube!

Filmes, Cultura

Leonardo DiCaprio

Depois de muita apreensão (quem aí também ficou tensa!?), Leonardo DiCaprio finalmente recebeu seu merecido Oscar de melhor ator.  O Leo (meu buddy!) é um dos meus atores preferidos, com vários filmes e atuações incríveis no currículo e, para comemorar essa vitória, resolvi fazer um resumo da sua filmografia com meus filmes preferidos:

07f4d61416f8cfed9a885cb147f27a73

Em Prenda-me Se For Capaz (2003), nosso querido ator interpreta um adolescente de 18 anos mestre na arte do disfarce: ele se passa por advogado, médico e até mesmo piloto de avião. Ele aproveita suas habilidades para viver a vida como quer e praticar golpes milionários, que fazem com que se torne o ladrão de banco mais bem-sucedido da história dos Estados Unidos com apenas 17 anos. Mas em seu encalço está o agente do FBI Carl Hanratty (Tom Hanks), que usa todos os meios que tem ao seu dispor para encontrá-lo e capturá-lo. É um história divertida e intrigante, vale muito a pena assistir!

Gilbert Grape- Aprendiz de Sonhador (1993): esse filme tem uma temática diferente e forte, Leo interpreta Arinie, um garoto totalmente dependente de seu irmão Gilbert (Johnny Depp) que toma conta de sua família. A história gira em torno das dificuldades que cada membro da família sofre após o pai ter se matado no porão, e a atuação de Leonardo DiCaprio está absolutamente incrível.

Claro que não podia deixar de falar sobre Titanic (1997), o filme em que eu oficialmente me apaixonei pelo Leo! Te amo para sempre, Jack!

Diamante de Sangue (2006) é outro filme com uma temática muito forte. Passa-se em Serra Leoa na África, país que está em plena guerra civil, com conflitos constantes entre o governo e a Força Unida Revolucionária (FUR). Quando uma tropa da FUR invade a aldeia do pescador Solomon Vandy (Djimon Hounsou), ele é separado de sua família, que consegue fugir. Forçado a trabalhar num campo de mineração, ele encontra um grande diante cor-de-rosa e o esconde na terra, mas é descoberto por um integrante da FUR. Neste exato momento ocorre um ataque do governo, que faz com que Solomon e vários dos presentes sejam presos. Ao chegar na cadeia lá está Danny Archer (Leonardo DiCaprio), um ex-mercenário que se dedica a contrabandear diamantes para a Libéria, de onde são vendidos a grandes corporações. Danny fica sabendo da história do diamante e se interessa pela pedra. Ao deixar a prisão, o mercenário faz com que Solomon também saia, propondo-lhe um trato: que ele mostre onde o diamante está escondido, em troca de ajuda para que possa encontrar sua família. Solomon não acredita em Danny mas, sem saída, aceita o acordo.

A Origem (2010) é outro que eu amo! Precisei assistir umas duas vezes para realmente entender a trama, que é meio complicada mas é sensacional! Em um mundo onde é possível entrar na mente humana, Cobb (Leonardo DiCaprio) está entre os melhores na arte de roubar segredos valiosos do inconsciente, durante o estado de sono. Além disto ele é um fugitivo, pois está impedido de retornar aos Estados Unidos devido à morte de sua mulher. Desesperado para rever seus filhos, Cobb aceita a ousada missão de um empresário japonês: entrar na mente do herdeiro de um império econômico, e plantar a ideia de desmembrá-lo.

O Lobo de Wallstreet (2013) – Durante seis meses, Jordan Belfort (Leonardo DiCaprio) trabalhou duro em uma corretora de Wall Street, seguindo os ensinamentos de seu mentor Mark Hanna (Matthew McConaughey). Quando finalmente consegue ser contratado como corretor da firma, acontece o Black Monday, que faz com que as bolsas de vários países caiam repentinamente. Sem emprego e bastante ambicioso, ele acaba trabalhando para uma empresa de fundo de quintal que lida com papéis de baixo valor, que não estão na bolsa de valores. É lá que Belfort tem a ideia de montar uma empresa focada neste tipo de negócio, cujas vendas são de valores mais baixos mas, em compensação, o retorno para o corretor é bem mais vantajoso. Ao lado de Donnie (Jonah Hill) e outros amigos dos velhos tempos, ele cria a Stratton Oakmont, uma empresa que faz com que todos enriqueçam rapidamente e, também, levem uma vida dedicada ao prazer.

Esse são alguns dos meus preferidos, vocês também não podem deixar de assistir O Aviador, Os Infiltrados, Great Gatsby, Django e Romeu e JulietaPara mim, ele deveria ter ganhado o Oscar há tempos, mas tô feliz que agora foi! O regresso não é meu filme preferido, mas a atuação de Leo foi impecável:

E vocês, também estão felizes com a vitória de Leo? Qual seu filme preferido?

Beijos,

Luisa

29 fev 2016
Comente
Compartilhe

Me siga no Instagram: @luisa.accorsi

Filmes, Cultura

Apostas para o Oscar 2016

Minhas apostas para o Oscar já viraram tradição aqui no blog: já assisti aos filmes concorrentes para me preparar para a premiação deste domingo, dia 27/02 (a cerimônia será transmitida pela TNT e estou super animada para assistir ao red carpet pela GNT – o Hugo Gloss vai comentar os looks) e deixar minhas opiniões para vocês! Todos os veículos de informação que tentam prever os vencedores estão dizendo que a competição deste ano é a mais imprevisível dos últimos tempos – a maioria das categorias não tem um vencedor certo, e isso faz com que o prêmio seja ainda mais emocionante, né? Vamos lá para as minhas apostas nas principais categorias:

Melhor Atriz Coadjuvante

Alicia Vikander, A Garota Dinamarquesa

Jennifer Jason Leigh, Os Oito Odiados

Kate Winslet, Steve Jobs

Rachel McAdams, Spotlight

Rooney Mara, Carol

coadjuvante

Essa categoria está praticamente empatada entre a veterana Kate Winslet (ela ganhou o BAFTA e o Globo de Ouro pelo papel) e a novata atriz sueca Alicia Vikander (que faturou o SAG e o Critic’s Choice). Ainda não vi A Garota Dinamarquesa, mas ela foi ovacionada pela crítica como a esposa do transgênero interpretado por Eddie Redmayne; Winslet deu um show de interpretação (como sempre!), encarnou um sotaque polonês e ficou praticamente irreconhecível no papel de confidente do Steve Jobs. Acho que o prêmio vai para a Alicia porque a Academia adora honrar “atrizes revelação” nesta categoria (Lupita Nyong’o, lembram?), mas Kate fica logo atrás e pode muito bem ganhar seu segundo Oscar! #aguardandomomentosrose&jack

Melhor Ator Coadjuvante

Christian Bale, A Grande Aposta

Mark Ruffalo, Spotlight

Mark Rylance, Ponte dos Espiões

Sylvester Stallone, Creed: Nascido para Lutar

Tom Hardy, O Regresso

Creed06210.dng

Sylvester Stallone foi ovacionado quando ganhou o Globo de Ouro, prova de que ele continua sendo um ator muito querido e cheio de carisma – ele só tinha sido indicado ao Oscar 39 anos atrás, pelo seu mesmo papel em Creed, o icônico Rocky Balboa. Seria bem emocionante se ele ganhasse, né? Na minha opinião ele é o favorito, mas surpresas podem ocorrer: o britânico Mark Rylance está excepcional em Ponte dos Espiões e ele ganhou o BAFTA, outro termômetro para o Oscar. No mais, adorei que Tom Hardy foi indicado, acho ele um daqueles atores muito bons que ninguém tinha prestado muita atenção ainda, sabem? Além de ser um pão, né gente!!!

Melhor Atriz

Brie Larson, O Quarto de Jack

Cate Blanchett, Carol

Charlotte Rampling, 45 Anos

Jennifer Lawrence, Joy

Saoirse Ronan, Brooklyn

room

Essa é uma das categorias mais “certas”: Brie Larson é favoritíssima porque ganhou todos (literalmente todos) os prêmios mais importantes do ano, sério que a menina não deve ter nem mais lugar na casa dela pra guardar tudo! A interpretação dela foi realmente emocionante (assistam O Quarto!) e tenho certeza que ela vai bombar daqui para frente – ela já tinha feito filmes independentes e outros como coadjuvante, mas nunca nenhum papel que a valorizasse tanto, sabem? Amo a Saoirse Ronan e achei que ela arrasou em Brooklyn – mas ela é super novinha, tenho certeza que ainda vai levar o Oscar mais pra frente!

Melhor Ator

Bryan Cranston, Trumbo

Eddie Redmayne, A Garota Dinamarquesa

Leonardo DiCaprio, O Regresso

Matt Damon, Perdido em Marte

Michael Fassbender, Steve Jobs

leodicaprio3

O prêmio de Melhor Ator é aquele que vai dar um certo medinho quando for anunciado, porque ninguém sabe o que Leonardo DiCaprio pode ser capaz de fazer se não ganhar! O cara dormiu em uma carcaça de animal, quase teve hipotermia nas gravações, usou pele de urso real que pesava 45 quilos (Leo: nada, tá tranquilo e favorável, gente) – tudo pela Sétima Arte? Fala sério Leo, eu sei que foi para ganhar um Oscar, hahaha! Juro que eu preferi ele em outros papeis (Lobo de Wall Street, por exemplo) mas ele merece MUITO ganhar e é praticamente certeza que memes tipo assim vão acabar depois da noite de domingo… Mas vão surgir outros, claro!

leodicaprio

Melhor Diretor

Adam McKay, A Grande Aposta

Alejandro González Iñárritu, O Regresso

George Miller, Mad Max: Estrada da Fúria

Lenny Abrahamson, O Quarto de Jack

Thomas McCarthy, Spotlight

alejandro

Iñárritu faturou o Director’s Guild Awards, premiação que “previu” o vencedor dessa categoria nos últimos 10 anos (com exceção do Ben Affleck em Argo, que sequer foi indicado ao Oscar.) Se ele realmente ganhar, vai fazer história: será o terceiro a ganhar dois Oscar de Melhor Diretor por dois anos seguidos (ano passado, o mexicano ganhou com Birdman.) Ele realmente deu um show de direção em O Regresso (a filmagem é impressionante!) e é a minha aposta para vencer, não me surpreenderia se George Miller faturasse o prêmio!

Melhor Filme

Brooklyn

A Grande Aposta

Mad Max: Estrada da Fúria

Perdido em Marte

Ponte dos Espiões

O Quarto de Jack

O Regresso

Spotlight

spotlight

Juro que eu estou com medo de fazer essa aposta, porque a categoria principal é, sem dúvidas, a mais imprevisível e lotada de filmes maravilhosos. Spotlight (que eu AMEI e queria muito que ganhasse) tem um elenco estelar, ótimo roteiro e direção e foi o primeiro favorito a ganhar o prêmio. Tudo mudou quando O Regresso entrou para a corrida depois de ganhar o Globo de Ouro e ainda apareceu A Grande Aposta, depois de ganhar o prêmio dos produtores. Ou seja, os três tem chances iguais de ganhar! Vou apostar no segundo, apesar de ser, entre os indicados, o que eu menos gostei: não achei ruim, pelo contrário – é um dos filmes mais bem feitos que eu já vi, com uma fotografia de tirar o fôlego – mas não me cativei pelos personagens e pela falta de diálogo… vocês também sentiram isso?

Quero saber das apostas de vocês também, me contem!

Beijos,

Luisa

26 fev 2016
Comente
Compartilhe

Me acompanhe no YouTube!

1 2 3 6