Viagens, Lifestyle

Dicas de Restaurantes em Bangkok

Já falei várias vezes aqui no blog que, desde que fui à Ásia pela primeira vez, me apaixonei pela culinária de lá – e não gente, eles não comem só bichos e insetos! A culinária da Tailândia é famosa, cheia de temperos interessantes, ingredientes fresquíssimos e, por Bangkok (a capital) ser uma cidade multicultural, possui muitas influências externas também. Fiz refeições inesquecíveis por lá! Acho que uma das melhores maneiras de se conhecer uma cultura local é mergulhar na comida, seja na de rua ou jantando em um dos tops restaurantes do mundo!

Comida de Rua – Historic Center tour, da Bangkok Food Tours

Quem for para a Ásia não pode perder a comida de rua de lá, que é incrível. Sem preconceitos, gente! Todas as vezes que fui para lá fiz os famosos food tours, que param em vários restaurantes e barraquinhas de rua – é tudo muito simples, e os sabores são deliciosos. Em Bangkok, fizemos o Historic Center tour com a Bangkok Food Tours e valeu super a pena: além das pausas para a comida (óbvio!), conhecemos alguns lugares históricos da cidade. O passeio dura 4 horas, custa em torno de 30 dólares e inclui guia e todas as refeições. Ah, fiquem tranquilos, porque não tem nada de muito estranho!

Gaggan

O Gaggan, de chef do mesmo nome, é considerado o melhor restaurante da Ásia e o sétimo melhor restaurante do mundo pela World’s 50 Best. Fui lá com uma super expectativa e conseguiu ser ainda melhor do que eu imaginava! A culinária é indiana progressiva (o chef é indiano) com várias influências de outros países asiáticos e oferece uma verdadeira experiência gastronômica: o menú degustação tem 20 pratos (pequenos) com sabores e apresentações inusitadas e surpreendentes. Os amantes da culinária não podem perder! O menú custa em torno de 150 dólares (sem bebidas) e a reserva tem que ser feita com antecedência.

Issaya Siamese Club

O chef do Issaya Siamese Club, Thai Ian Kittichai, é famoso (tipo uma celebridade local mesmo!) e o restaurante serve comida clássica tailandesa com um twist moderno. Foi uma das minhas refeições preferidas da viagem! O ambiente também é um show a parte: fica em uma casa antiga, com vários cômodos e um jardim enorme. Cada prato custa, em média, 20 dólares.

Beijos,

Luisa

04 jul 2017
Comente
Compartilhe

Me siga no Instagram: @luisa.accorsi

Saúde, Fitness, Bem Estar, Lifestyle

DIETA! – Minha rotina alimentar

Muita gente tem dúvidas sobre a minha “dieta”, então gravei um vídeo mostrando tudo (mesmo!) que comi durante a semana – e tem várias dicas e receitinhas! Confiram:

 

Beijos,

Luisa

19 dez 2016
Comente
Compartilhe

Me acompanhe no YouTube!

Vietnam, Viagens, Lifestyle

Passeio Delta do Rio Mekong – Les Rives Tours

1-les-rives

Os posts com dicas do Vietnã voltaram! No nosso terceiro dia em Ho Chi Minh (Saigon), fizemos uma passeio muito legal pelo famoso delta do rio Mekong. Em vez de ir de carro, pegamos um tour de barco super recomendado, o Les Rives Tours. Saímos de uma pequena marina bem pertinho do nosso hotel em um barco a motor. A primeira parada foi em um templo budista, depois paramos em uma casa típica na beira do rio para conhecermos um pouco da cultura local.  O ponto alto da visita foi descobrir que eles tinham uma phyton como bichinho de estimação. Depois paramos em uma pequena propriedade rural para tomar água de coco e experimentar a “pinga caseira”. Passamos ainda por  algumas vilas, mercados e templos sempre ao longo do Mekong. A parada para o almoço foi em uma destas vilazinhas e estava muito bom!

Dá pra ver mais um pouquinho do passeio aqui.

Processed with VSCO with a6 preset 2-les-rives 3-les-rives 4-les-rives Processed with VSCO with a6 preset 5-les-rives 6-les-rives 7--les-rives 8-les-rives 9-les-rives 10-les-rives 11-les-rives
18 jul 2016
Comente
Compartilhe

Me siga no Instagram: @luisa.accorsi

Viagens, Lifestyle

Os erros mais comuns na hora de viajar

Passagem comprada, malas feitas… é só isso? Os viajantes “iniciantes” ou mesmo os mais experientes cometem erros na hora de viajar – talvez por conta da ansiedade ou, na maioria das vezes, pela simples falta de organização! Com o tempo, aprendi que um bom planejamento pré-viagem evita muitos perrengues, dores de cabeça e te fazem até economizar dinheiro. Listei alguns dos erros mais comuns cometidos na hora de viajar (já cometi váários deles!) e como evitá-los – afinal, ninguém quer saber de stress durante uma viagem, né?

passaporte

Grab your passport, and my hand…

1- Não ter passaporte/visto válido

Passaporte válido? Check! Porém, mesmo assim, não se esqueça: alguns países exigem um prazo de validade específico – para ir à Rússia, por exemplo, seu passaporte tem que estar válido até 6 meses depois da sua data de retorno. Destinos comuns como Itália, Espanha e França exigem validade “extra” de 3 meses. A mesma atenção vale para vistos! Além disso, preste atenção (com antecedência, claro) se o seu país de destino não exige um visto para entrada. Já ouvi falar de muita gente que descobriu isso no aeroporto…

2- Não deixar tempo suficiente entre os vôos

Eu moro em Londrina e, para viajar, geralmente tenho que pegar uma conexão para Guarulhos. Para não ficar “mofando” no aeroporto, já peguei vôos em cima da hora – achando que daria tempo, claro – e acabei perdendo (ou quase perdendo) o meu vôo internacional! Sim, é muito chato ficar muito tempo no aeroporto, mas é melhor do que correr o risco de perder o outro vôo, chegar suando no portão de embarque (#quemnunca) ou de ficar nervosa por conta de um atraso ou de um mau tempo. É aquela coisa, nunca se sabe!

3- Deixar de pesquisar os planos do seu celular

Atire a primeira pedra quem nunca esqueceu aquele bendito roaming internacional ligado em uma viagem e quase faleceu quando a conta de celular chegou no mês seguinte. Antes de viajar, não se esqueça de verificar e, se for o caso, ativar os planos de roaming com a sua operadora (várias oferecem um valor por dia por x dados) – caso você for usar muito sua internet, vale a pena comprar um chip (a.k.a sim card) pré-pago no seu destino e fazer seu snap sem medo, haha! Dica: o site Too Many Adapters dá várias dicas sobre o assunto e informa qual é a melhor operadora e planos dependendo do país – mas é em inglês!

4- Colocar muitas coisas na mala

Todo mundo tirava sarro de mim aqui em casa porque, a cada viagem, eu levava tanta coisa que parecia que eu ia fazer um intercâmbio, haha! Hoje em dia, valorizo muito o tempo que eu ganho quando levo só mala de mão, sabem? Claro que em uma viagem internacional é difícil, mas até quando vou para um fashion week aprendi – na marra – a organizar uma mala mais funcional! No fim, quando levamos muita coisa não acabamos usando nem a metade, né? Para quem se interessar, já fiz um vídeo bem útil de como arrumar a mala 🙂

5- Não olhar a previsão do tempo

Pra quem acha que a previsão do tempo do celular é suficiente, já errei feio com a previsão do Iphone! O clima está tão imprevisível que o negócio é entrar em sites bons (gosto do Weather Channel e do Weather Network) e ficar bem atento ao clima dos próximos dias no seu destino. Não é só porque é primavera que não pode fazer um frio de 5 graus do dia para a noite, né? Outra dica para escolher bem os looks é pesquisar seu destino no filtro “Locais” do Instagram e ver como as pessoas estão se vestindo no seu destino!

6- Não avisar seu banco que está indo viajar

Ops… já fiz isso várias vezes! Muita gente prefere usar dinheiro a cartão durante uma viagem internacional, mas sempre pode aparecer uma emergência e o ideal é que você sempre notifique seu banco antes de partir. Caso você esqueça, eles podem considerar sua compra suspeita e bloquear seu cartão – nada legal, né?

7- Trocar o dinheiro no aeroporto

O câmbio nos aeroportos geralmente não é nada favorável para compra de moedas estrangeiras – o melhor mesmo é se programar antes! Em tempos de R$ desvalorizado, o melhor mesmo é ficar de olho no câmbio e não deixar para trocar todo o seu dinheiro em cima da hora.

8- Não prestar atenção na localização do hotel

Achou um hotel super baratinho? Ótimo, mas não se deixe levar tanto pelo preço e nunca se esqueça de dar uma pesquisada na localização – muitas vezes, hoteis com preços bons demais ficam em regiões afastadas e talvez você terá que gastar mais para se locomover. Às vezes vale mais a pena gastar um pouquinho mais em um hotel super bem localizado!

9- Planejar demais

Sempre aprendi com a minha mãe que querer visitar muitos países/cidades/todos os pontos turísticos em muito pouco tempo nunca vale muito a pena! Isso porque normalmente o tempo que você vai ter em cada local vai ser curto, sem contar que a viagem muitas vezes pode se tornar cansativa. Não fique com pressa de fazer tudo e lembre-se que não conhecer tudo pode ser uma “desculpa” para ter que voltar depois!

10- Não pesquisar os costumes locais

Para não correr o risco de pagar mico ou ser impedida de entrar em algum local, faça uma pesquisa sobre os costumes do seu local de destino antes da viagem – na Índia, por exemplo, não é aconselhável às mulheres andarem na rua de ombros e joelhos de fora. Se você for visitar templos ou igrejas, por exemplo, a dica é levar sempre um lenço na bolsa!

 

Gostaram das dicas?

Beijos,

Luisa

13 jul 2016
Comente
Compartilhe

Me acompanhe no YouTube!