Viagens, Itália, Lifestyle

Dicas de Restaurantes em Roma – Parte 2

Já falei várias vezes que Roma é minha cidade preferida na Itália! Não só pela beleza, cultura e charme meio bagunçado, mas também pela comida, claro – tem carbonara, cacio e pepe, saltimbocca alla romana… uma coisa melhor que a outra! Nesse vídeo que fiz com dicas para quem vai viajar para a Itália falei que cada cidade italiana tem seus pratos típicos, por isso é legal pesquisar antes porque com certeza serão os melhores do restaurante!

Lembrando que já fiz um post com Dicas de Restaurantes de Roma, por isso vou dar a dica desses “novos” que fomos dessa última vez e amamos!

Flavio Al Velavevodetto

Esse restaurante é super simples, bem antigo e serve comida tipicamente romana – ou seja, os clássicos que falei ali em cima. O restaurante não fica no centro de Roma (um fica no bairro Testaccio, onde fomos, e outro em Prati) mas vale super a pena para quem quer comer um dos melhores carbonara/cacio e pepe da vida! A nossa mesa pediu exatamente isso e, de entrada, o famoso “carciofo alla giudia”, ou alcachofra frita. O inverno é a estação da alcachofra, então aproveitamos e comemos em quase todos os restaurantes!

Osteria delle Coppelle

Essa foi uma super dica de uma amiga minha de Roma – o lugar é bem jovem, animado e descontraído, com preços ótimos! Apesar da Osteria ficar no centro da cidade, perto da Piazza Navona, o lugar é super insider e só vimos italianos por lá! Os tradicionais romanos valem super a pena mas o saltimbocca alla romana, carne de vitela bem fininha com presunto de Parma, é especial. Ah, quem estiver animado e quiser esticar a noite, fica a dica: tem um “bar secreto” super bombado ao lado, que você entra pelo próprio restaurante!

*Casa Coppelle: fica ao lado da Osteria e é o primo mais formal e caro também. O almoço tem um esquema bem legal: 2 pratos por 30 euros e tudo estava muito bom!

Marzapane

Adoro ir a restaurantes que tem chefs mulheres (#girlpower) e o Marzapane é comandado pela jovem Alba Esteve Ruiz, espanhola apaixonada pela Itália que já trabalhou no El Celler, número 2 do mundo – lembram que fui no ano passado? É um restaurante refinado, com pratos bem elaborados que mostram bastante essa mistura italiana com espanhola – eu amei muito! Nós pedimos o menú a la carne (tem a opção do menú degustação também) e destaco o gnocchi – minúsculo – com feijão defumado, funghi e cebola e o tortellini recheado de galinha d’angola e molho de queijo – me deu uma fome agora…

Da Brando

Outra dica da minha amiga romana e uma opção zero turística na cidade! O Da Brando fica longe do centro, perto da Ponte Milvio, que é um “point” entre os jovens romanos (a noite fica super animado). O ambiente é descontraído, bem cool, e a comida super gostosa e com preço muito bom – para variar, pedi carbonara e uma mozzarella de búfala frita de entrada (#almoçolight), apenas uma das melhores coisas que já comi!

Ristorante L’Arcangelo

Estávamos com desejo de comer gnocchi, dei uma pesquisada e descobri o L’Arcangelo, que é famoso pelo seu gnocchi all’amatriciana, um molho à base de tomate, bacon e queijo pecorino. Realmente, é de comer rezando! O restaurante fica em uma região menos turística de Roma, do outro lado do rio (relativamente perto do Vaticano) e vale muito a pena para quem quiser dar uma variada nos carbonaras, cacio e pepes etc – não são todos os restaurantes de Roma que tem gnocchi no cardápio! De entrada, pedi o puntarelle (um vegetal muito típico da região!) com lula e polenta… estava muito bom!

Pipero Roma

Foi o restaurante mais chique que fomos na viagem. O Pipero tem estrela Michelin, então o ambiente é super sofisticado, com design clean e moderno e serviço impecável. Pedimos o menú degustação (custou 100 euros por pessoa) com 5 pratos – deu um pouco de medo porque foi uma surpresa, só perguntaram se tínhamos alguma alergia ou se não gostávamos de algum ingrediente – mas deu tudo certo, foi um jantar inesquecível! A cozinha é italiana com alguns toques inovadores, como a carbonara com um pouco de limão e o rigatoni com brócolis romano, linguiça e espuma de queijo pecorino. Incrível!

Beijos,

Luisa

08 fev 2018
Comente
Compartilhe

Me siga no Instagram: @luisa.accorsi

Viagens, Itália

Dica de restaurantes em Roma

Oi, gente! Fomos em restaurantes tão maravilhosos em Roma (para quem quiser ver detalhes, vejam os vlogs diários da viagem – filmei tudo!) que não podia deixar de fazer um post aqui no blog também! Roma é uma das minhas cidades preferidas do mundo e uma das suas melhores coisas é, claro, a comida – o spaghetti a carbonara, o cacio e pepe (molho de macarrão com um queijo típico de lá e pimenta) e a alcachofra frita são apenas algumas das delícias típicas da cidade!

Settimio all’Arancio: eu vou nesse restaurante desde a primeira vez que fui para Roma! Ele fica perto da Piazza di Spagna (daquelas famosas escadarias), o centro de compras da cidade. É legal dar uma voltinha por ali e parar no Settimio para almoçar! O ambiente é acolhedor, os garçons são super simpáticos e a comida é uma delícia (com preço ótimo) – desta última vez, comi um spaghetti ao vôngole dos deuses! Via dell’arancio, 50

Armando Al Pantheon: também fui nesse todas as vezes que visitei a cidade e nunca me decepciono! O local do Armando é estratégico, pertinho do Pantheon, e o lugar é bem pequeno – faça reserva com bastante antecedência, o restaurante já ganhou vários prêmios e é bem concorrido! A entrada com mozzarella de búfala com alcachofra e a carbonara são de comer rezando! Ah, se tiver mais um espacinho vale pedir também a saltimbocca alla romana, carne de vitela com presunto de parma e sálvia. Salita dei Crescenzi, 31 

Per Me: nada melhor do que restaurantes bem tradicionais de comida Romana, mas para mudar um pouco decidimos também ir a esse restaurante que acabou de ganhar uma estrela Michelin – a comida é bem mais sofisticada e focada no mar, sem nunca esquecer os elementos da culinária local. Pedimos o menú degustação e experimentamos pratos bem polêmicos (intestino de peixe, por exemplo! Haha!), mas voltaria mil vezes! A carbonara do mar, releitura da clássico carbonara com bottarga e queijo parmigiano, foi meu prato preferido! Vicolo del Malpasso, 9

Salumeria Roscioli: essa salumeria é uma famosa e antiga delicatessen que tem um restaurante nos fundos – o local é bem descontraído, bem legal para ir jantar! Pedimos salames e burrata de entrada (incrível!) e eu ousei no prato principal: fettuccine com funghi porcini, lascas de queijo parmigiano e bacalhau! Combinação inusitada que deu certo… Via dei Giubbonari, 21/22

Isola d’Oro: indicação maravilhosa da minha amiga Elizabeth, que mora em Roma há anos, o restaurante fica em um bairro afastado, nada turístico. A especialidade do Isola d’Oro são frutos do mar: as entradas são imperdíveis, mas não deixe de pedir de prato principal o orecchiette (massa típica do sul da Itália) com creme de tartufo, flor de abóbora, lagostim e bottarga – meu prato preferido de toda a viagem! Via Salaria, 180

La Gatta Mangiona: pensem na melhor pizza que você poderia comer na sua vida e multiplique por mil. A pizzaria fica em um bairro residencial de Roma e é bem famosa entre os locais! O lugar é super simples e barulhento, bem italiano mesmo, mas se prepare em pirar com a infinidade de sabores de pizzas, uma mais maravilhosa que a outra! De entrada, peça os famosos “fritti” (o croquete com ricota e espinafre é especial). Via Federico Ozanam, 30

Baccano: localizado no centro da cidade, o Baccano é outro restaurante de Roma que não canso de voltar! Ambiente ótimo, bom atendimento e menú cheio de opções maravilhosas… Via delle Muratte, 23

Beijos,

Luisa

15 fev 2017
Comente
Compartilhe

Me acompanhe no YouTube!