Slider

Filmes, Cultura

Dica de filme: Documentário “Bully”

Olá! Até um tempo atrás eu tinha o maior preconceito em relação a documentários, associava-os a um “tipo de filme mais parado e mais chato” animalplanetfeelings, sabe? Mas depois percebi que essa é a maior bobagem do mundo! É verdade que existem documentários bem monótonos, mas a maioria é muito legal – o segredo é procurar os que tratam de assuntos que te agradam ou que despertem seu interessante. Dito isso, espero que quem tem esse “pré-conceito” em relação a documentários julgue a dica de hoje com outros olhos, ok?!? Me segura que eu tô no clima professora de colégio hoje! Haha!

Bully” é um documentário que acabou de ser lançado nos Estados Unidos, mas já está dando o que falar. Dirigido pelo aclamado diretor Lee Hirsch – ganhador de prêmios no Emmy e em Sundance – o filme retrata o cotidiano de cinco crianças/adolescentes vítimas de bullying e suas famílias no decurso de um ano escolar. As histórias incluem cenas fortes e tristes, um retrato crú de uma “epidemia” que aterroriza as escolas americanas – e que já é uma realidade no Brasil também.

Além de ter sido super bem recebido pela crítica, “Bully” causou uma verdadeira comoção nos EUA: apoiada por celebridades como Johnny Depp, Meryl Streep, Justin Bieber e Demi Lovato, foi lançada uma campanha para que a classificação do filme mude de “acima de 18” para “acima de 13 anos”, com o objetivo de possibilitar todos os adolescentes de idade escolar – os que mais sofrem e causam bullying – a assistirem o documentário e se conscientizarem dos danos que o bullyng pode causar. Quem quiser apoiar a causa é só se inscrever nesse abaixo assinado aqui! (eu já assinei!)

Gostaram da dica? O filme ainda não estreou no Brasil, mas assim que estrear eu vou assistir, e acho que seria muito legal se todos o fizessem! Afinal, não podemos negar que o bullying é muito presente nos dias de hoje – não só nas escolas, mas nas residências e na internet também! – e acredito piamente que, se todos enxergassem como os atos de intencionalmente magoar, ofender e “tirar sarro” de alguém são cruéis e podem até acabar com vidas, esse comportamento “bully” iria diminuir e milhares de pessoas que sofrem com isso seriam mais felizes. Concordam? Alguém já assistiu ao documentário? Se interessaram pelo assunto?

Beijos,

Luisa

27 mar 2012
Comente
Compartilhe

Comentários

    Bianca disse:

    Achei a ideia bacana, é uma coisa pra refletir mesmo. A própria Demi Lovato que apoia a causa já passou por isso e acho interessante esses ídolos adolescentes tomarem frente porque eles acabam atingindo os fãs. É uma pena que essa falta de respeito com o próximo tenha se tornado algo tão grande e contagioso. E o pior é que as pessoas que estão por trás disso são justamente as que querem se afirmar, ter alguma atenção e muito provavelmente são apenas pessoas insatisfeitas consigo mesma que acabam agredindo os outros porque não conseguem ter paz consigo. É lastimável, mas acredito que seja reversivo se os adultos tratarem isso como algo sério e passarem a fazer vista grossa. Sem responsáveis que se cegam e sem pais que acham que os filhos são santos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *