Slider

Notice: Undefined property: stdClass::$items in /var/www/luisaaccorsi.com.br/htdocs/wp-content/themes/accorsi/pos-post-core.php on line 20

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /var/www/luisaaccorsi.com.br/htdocs/wp-content/themes/accorsi/pos-post-core.php on line 20

Filmes, Cultura

Duas comédias românticas fofas do Netflix!

O gênero comédia romântica estava praticamente morto – saudades, Um Lugar Chamado Notting Hill/10 Coisas que Odeio em Você – até que o Netflix resolveu “ressuscitar” aqueles filmes fofos que nos fazem chorar, rir, querer voltar à adolescência com 2 comédias românticas originais do canal do streaming – e eu estou amando! Confesso que nunca foi meu tipo de filme preferido, mas eu senti um conforto tão grande assistindo esses dois, sabe? Não são os melhores filmes do mundo e nem tem essa pretensão, mas acho que foi por isso que gostei tanto!

Para Todos os Garotos que Já Amei

 

Imaginem todos os crushes da época do seu colegial serem revelados e o pânico que isso te causaria. Laura Jean vê as cartas de amor que escreveu a cada um deles serem misteriosamente enviadas! Pensem em um filme fofo e multipliquem por 1000: “Para Todos os Garotos que Já Amei” foi adaptado do best-seller de mesmo nome e está virando febre, até com rumores de uma sequência. Fiquei impressionada como o filme é bem feito, com um roteiro super bem escrito, visualmente bonito e com protagonistas – Lana Condor e Noah Centineo – carismáticos ao extremo! Sim, o filme se passa no colegial mas encanta todas as idades, vão por mim 🙂 P.S.: Sim, eu chorei!

O Plano Imperfeito

 

Essa é daquelas comédias românticas bem clássicas que há muito tempo eu não assistia e sentia falta! Harper (Zoey Deutch, amei ela) e Charlie (Glen Powell) trabalham no mesmo prédio como assistentes de dois executivos em Manhattan e são mal pagos e sobrecarregados. Com esses problemas em comum, os dois se juntam para uma missão: fazer com que os seus superiores insuportáveis se apaixonem e fiquem mais “lights”! É um filme divertido, leve, gostoso de assistir, sabem?

Preparem a pipoca e o cobertor, porque não tem nada melhor do que assistir comédias românticas assim!

Beijos,

Luisa

29 ago 2018
Comente
Compartilhe

Me siga no Instagram: @luisa.accorsi

Filmes, Cultura

Dica de Filme: A Morte Te Dá Parabéns

Oii gente! Faz tempo que eu não posto dicas de filmes por aqui, né? O último que assisti em casa – a maioria tenho visto no avião, haha! – foi “A Morte Te Dá Parabéns” (Happy Death Day), de um gênero de filme que eu raramente assisto – terror slasher! Pesquisei e descobri que é, na verdade, um subgênero do gênero terror (ou suspense) que geralmente envolve um mistério, ou melhor, um assassino psicopata que persegue e aterroriza as vítimas, matand0-as de forma violenta. Pense no clássico “Pânico”!

Juro que nunca pensei que fosse compartilhar uma dica de filme de terror por aqui, mas eu amei tanto esse filme que não aguentei! Ele não tem a pretensão de ser o melhor filme do mundo, pelo contrário – é aquele terror trash, misturado com comédia – e nem dá tanto medo assim, viu? E olha que eu sou a maior medrosa! Eu resolvi assistir porque tinha lido críticas muito boas e fiquei curiosa com a sinopse.

No campus da Universidade de Bayview, Tree (Jessica Rothe, virei fã dela! Muito carismática), uma típica party girl, acorda de ressaca no dormitório de um cara, Carter (Israel Broussard). Depois, tudo acontece como em um dia normal: uma ativista tenta pegar a assinatura dela para um abaixo-assinado, um alarme de um carro dispara, a colega de quarto a surpreende com um bolo de aniversário (sim, é aniversário dela)… e, claro, ela encontra seu assassino, que usa um moletom e uma máscara. Ele mata ela e tudo começa de novo! Sim, ela acorda de novo no quarto de Carter e vai ter que viver o dia do seu aniversário repetidamente, e morrer várias e várias vezes até conseguir descobrir quem é seu assassino.

 

Sem preconceitos gente, até meus pais que assistiram comigo gostaram, haha! É realmente um filme muito divertido e engraçado, ideal para aqueles dias que não queremos pensar! Assistam e me contem se gostaram.

Beijos,

Luisa

28 mar 2018
Comente
Compartilhe

Me acompanhe no YouTube!

Filmes, Cultura

As 5 melhores comédias românticas no Netflix

Oi, gente! Vocês já perceberam que comédias românticas boas andam meio escassas? Quando eu era adolescente, lá pelo início dos anos 2000, era o tipo de filme que mais fazia sucesso! Quem aí não lembra de clássicos como “Um Lugar Chamado Notting Hill” e “Simplesmente Amor”? Isso não quer dizer que não existem mais filmes bons desse gênero: “O Lado Bom da Vida”, por exemplo, foi um dos mais aclamados dos últimos tempos.

Acho que as comédias românticas são aqueles tipos de filme que dão uma sensação de conforto e que não enjoam, não importa quantas vezes você assista! O bom para nós é que temos nosso tão amado Netflix, que disponibiliza vários desses no seu catálogo, e eu fiz uma lista das minhas 5 comédias românticas preferidas que estão por lá:

 

Simplesmente Complicado (It’s Complicated, 2009)

 

Um elenco infalível (Meryl Streep e Alec Baldwin, precisa dizer mais?), Nancy Meyers como diretora (ela é conhecida como a “rainha” das comédias românticas) – não tinha como dar errado! Meryl é Jane, bem-sucedida profissionalmente, mãe de três filhos e divorciada há 10 anos de Jake (Baldwin), advogado e agora casado com a bem mais nova Agness (Lake Bell). Um almoço inocente entre os dois ex acaba dando início a um caso amoroso e, para completar, o arquiteto de Jane, Adam (Steve Martin) entra no meio… É um filme delicioso de assistir com a família toda, sabem? Assistiria mais 10 vezes!

 

Um Lugar Chamado Notting Hill (Notting Hill, 1999)

 

Esse é um dos meus filmes preferidos de todos os tempos! Como não se encantar pela história de amor entre William Thacker (Hugh Grant), dono de uma livraria no bairro de Notting Hill, em Londres, e Anna Scott (a maravilhosa Julia Roberts), famosa atriz americana? Quem não lembra da famosa frase “I’m just a girl, standing in front of a boy, asking him to love her”? É aquele tipo de filme que encanta e agrada todo mundo, não importa quantos anos passem!

 

O Lado Bom da Vida (Silver Linings Playbook, 2012)

 

Falei que o gênero comédia romântica está em extinção ultimamente, mas O Lado Bom da Vida, baseado em um livro de mesmo nome, foi um dos filmes mais aclamados dos últimos anos – foi indicado a 8 prêmios no Oscar de 2013, incluindo melhor filme, melhor diretor e todos os prêmios de atuação. Quem acabou levando a estatueta de melhor atriz foi Jennifer Lawrence, que viu sua carreira decolar de vez depois. Acho interessante que o filme trata de temas delicados com humor e leveza: os dois protagonistas, Pat (Bradley Cooper) e Tiffany (Lawrence) são mentalmente instáveis e se ajudam mutualmente para reencontrarem o amor próprio.

 

Três Vezes Amor (Definitely, Maybe, 2008)

 

Coloque uma relação entre pai e filha ou mãe e filha na história… e pronto, é meu ponto fraco! A fofa (agora ela está uma adulta, fiquei chocada) Abigail Breslin é Maya, filha de William (Ryan Reynolds), que passa por um divórcio. Para tentar fazer sua filha entender o momento difícil, William conta a história de seus 3 relacionamentos passados – ele muda os nomes, e Maya tem que adivinhar qual delas é a sua mãe. Os atores são super carismáticos e o filme é encantador, daqueles que te colocam um sorriso no rosto quando termina.

 

Onde Mora o Coração (Where The Heart Is, 2000)

 

A Natalie Portman é uma das minhas atrizes preferidas e vários filmes dela marcaram diferentes fases da minha vida, sabem? Eu lembro da minha infância com esse filme! Novalee (Portman), grávida, é deixada dentro de um Wal Mart pelo seu namorado (mais conhecido como boy lixo) e, sozinha e sem dinheiro, ela consegue viver dentro da loja até a chegada de seu bebê. No hospital, ela se torna uma personalidade instantânea e conhece a enfermeira Lexie (Ashley Judd). Claro que o filme tem vários clichês (como toda boa comédia romântica, haha!) e é bem água com açúcar, mas também é uma bonita história de superação.

Gostaram das dicas?

Beijos,

Luisa

 

07 ago 2017
Comente
Compartilhe

Me siga no Instagram: @luisa.accorsi

Filmes, Cultura

Filmes que quero assistir

Oi, gente! Já perceberam que vários filmes bons estreiam só no finalzinho no ano ou no começo do outro? Essa época é estratégica para os estúdios por conta da proximidade da temporada de premiações: Oscar, Globo de Ouro, SAG Awards, entre outros – por isso, fiquem de olho nas estreias dos cinemas dessas próximas semanas, porque vem vários filmes ótimos por aí! Por enquanto, estou louca para assistir esses três:

La La Land: Cantando Estações

 

O diretor Damien Chazelle (do ótimo Whiplash – Em Busca da Perfeição) inovou ao criar um filme de gênero musical, também trazendo elementos da vida real – um risco que, pelo menos de acordo com os críticos, deu muito certo. A história de La La Land se passa, claro, na cidade de Los Angeles, e traz as estrelas Emma Stone e Ryan Gosling (<3) nos papeis principais: ela, Mia, uma atendente de um café aspirante a atriz; ele, Sebastian, pianista de jazz talentoso mas mal sucedido. A história de amor é uma homenagem à “era de ouro” dos musicais Hollywoodianos e já rendeu várias indicações às premiações e um prêmio de Melhor Atriz no Festival de Veneza para a Emma Stone. Não sou a maior fã de musicais, mas li que o filme é tão encantador e diferente dos que estamos vendo por aí que estou com muita vontade de assistir (e confesso, ver o Ryan Gosling cantar também)!

Estreia: 19 de janeiro

Jackie

 

O drama biográfico Jackie traz um retrato íntimo da icônica primeira-dama americana Jacqueline Bouvier Kennedy, interpretada com maestria pela sempre maravilhosa Natalie Portman. O filme a acompanha de luto, nos dias que sucederam o trágico assassinato do então presidente John F. Kennedy, e foi baseado na conversa de Jackie com um jornalista apenas uma semana após o acontecimento, em 22 de novembro de 1963. É realmente incrível ver a semelhança da Natalie com a ex-primeira-dama – segundo os críticos, é aquele tipo de filme sustentado inteiramente pela performance da atriz principal – e o interessante é que, nas filmagens, eles utilizaram várias imagens reais de arquivos em contraste com os closes da protagonista. Será que o segundo Oscar dela vem por aí?

Estreia: 9 de fevereiro

Fences

 

O que dizer de um filme que já me emocionou com o trailer? Fences, adaptação da aclamada peça de teatro do mesmo nome, reúne um elenco de peso: os protagonistas Denzel Washington (que também é o diretor) e a incrível Viola Davis são apenas alguns dos atores que reprisam seus papeis da peça da Broadway. O drama narra a história de uma família de Pittsburgh na década de 50 e é centrada em Troy (Washington), catador de lixo que desconta suas frustrações na família, após ter sido um promissor jogador de baseball que não teve chances de evoluir na carreira por conta da discriminação racial. Os críticos praticamente já deram o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante para a Viola e prevejo muitos outros prêmios por aí!

Estreia: Ainda não definida

Gostaram? Lembrando que o Globo de Ouro será no próximo domingo, mesmo que não vai dar para assistir os filmes até lá 🙁

Beijos,

Luisa

02 jan 2017
Comente
Compartilhe

Me acompanhe no YouTube!

1 2 3 7